Pesquisar este blog

O ritual

Entendo que a palavra ritual é meio pesada , ainda mais quando quem ouve (ou lê) é alguém que carrega dogmas adquirido por toda vida e cai na besteira de pensar que essa palavra em qualquer contexto está associada a religião.
Hoje eu não vim tocar no assunto religião, muito menos dar uma aula sobre a palavra ritual e suas variantes.
Eu vim falar do ritual que já vi várias vezes acontecendo e sendo executado pelas autoridades que eu tenho que respeitar pra não ser preso na “democracia” em que vivemos.
Passando brevemente por uma calçada qualquer, num ponto movimentado de Governador Valadares, minha cidade, eu vi três rapazes morenos escuros, em três bicicletas.
Vínhamos dois policiais e eu sobre a calçada quando os policiais pediram que os afro descendentes parassem, descessem das bicicletas e colocassem as mãos pro alto, era o começo de um ritual macabro: resultado de uma sociedade cauterizada por valorizar muito mais as aparências do que o conteúdo ou o conhecimento e potencial que há em alguém ou algo.
Não, o conteúdo eles valorizam sim.
Um dos rapazes morenos tinha um mochila nas costas e o policial arrancou a mochila das costas dele e revistou sem respeitar o que havia ali.Abuso de autoridade? Ou será que eles deixaram de pagar a taxa de privacidade?

Me pego às vezes rindo da situação em que a sociedade se encontra.Remunerando com alguns salários pessoas que simplesmente não pensam que um daqueles afro descendentes poderia ser um dos cidadãos que os pagam, quiçá um pai de família que só gostaria de ser respeitado pelo que ele é realmente e não só pela cor da sua pele.

E por que eles não me revistaram?

Ah sim.Eu estava de calça jeans, tênis e uniformizado com a camisa da minha escola técnica ; minha pele é clara e eu não me sinto nem um pouco intimidado pelos fardados.

Sou cidadão brasileiro e concordo que todos nós precisamos e merecemos ser respeitados independente da nossa cor, crença ou roupa que estivermos vestindo...

Grande abraço amigos!

Até mais!

Razões e Razões

Tanto tempo sem postagem!

Galera rara que lê meu blog, quero lhes informar que escrevo simultâneamente pra esse blog, pro LogosGV e pro Fala Sério, logo, as postagens que encontrar aqui, provavelmente encontrará no LogosGV.

No Fala Sério, eu faço a parte de Tecnologia, trabalho que eu tenho gostado muito e recomendo!



“Moro num país tropical abençoado por Deus e bonito por Natureza”

Brasil, um belo país, abençoado por Deus, bonito por natureza...mas, que beleza!

Nosso país tem muitas razões pra ser um país melhor ou pior do que é, nessa salada de razões encontramos alguns ingredientes que fazem maior diferença que outros, o que estabelece a grande maioria, portanto, a “cara do país”.

“Isso é pra você aprender, seu desgraçado” foi a frase que eu ouvi embolada ao som estridente de um choro infantil que pra mim demonstrava claramente uma tristeza profunda e sincera em relação ao que acontecia a ela.Enquanto a mãe furiosa pegava uma vassoura, me olhava emburrada e fechava o portão da casa pra tentar inibir o seu caráter demonstrado pelo choro triste daquela criança.Sempre que falo isso alguém me censura, mas se daqui há alguns anos aquela criança se tornar uma mulher e internar a sua mãe numa casa de repouso e abandoná-la por lá eu não tiro a sua razão e até acho que ela estará fazendo muito de não devolver à sua mãe todas as marcas que com certeza serão deixadas por toda a sua vida se nada mudar na educação e o seu filho será mal educado e o neto também gerando uma cadeia que arrasta qualquer progressão pra trás, é uma boa razão pro Brasil ser um país pior do que é.

“A minha maior preocupação é que os alunos não procuram entender as matérias” foi a frase que eu ouvi do meu professor enquanto a sala esvaziava meia hora antes o horário do fim da aula, problemas não foram resolvidos, dúvidas ficaram da boca pra dentro e o conhecimento ficou pairando no ar até que fosse soprado pra outro lugar, enquanto o raro professor dedicado se preocupava por causa de uma maioria de alunos que não querem entender a matéria e o professor dedicado e com tanta vontade de ensinar, ser questionado, enfim, trabalhar para cumprir o seu papel de professor o que o torna o ótimo professor que é e o torna uma boa razão pro Brasil ser um país melhor do que é.

Sejamos uma boa razão pro Brasil ser um país melhor do que é, antes de reclamar de vivermos num país ruim.