Pesquisar este blog

O FEDEralismo

Boa noite senhores, tudo bem com vocês?

Fim de ano é muito interessante, inclusive nas Escolas onde tem o Ensino Médio entre os alunos que estão se formando nele. Há um federalismo (vontade de ir pra Federal) incontrolável entre os Estudantes tanto da rede pública como da privada.

Eu não acho nenhum pecado eles terem vontade de ir pra uma Federal, tanto que enquanto estava no terceiro ano do ensino médio, eu também tive essa vontade. O que me incomoda, é a aparente motivação deles terem esse desejo: querem saber de festanças, status, sair de casa e outras coisas desse nível. Essa motivação é totalmente vazia e, infelizmente, faz com que nossos adolescentes as tenham para outras áreas da sua vida, o que os faz ser fadados, infelizmente, ao fracasso.

Estou cansado de ver gente saindo de escola particular, entrando em cursinhos pré-vestibulares para aprender a passar no vestibular e enquanto estavam lá, falaram poucas e boas a respeito das Universidades privadas que tem em nossa cidade e hoje, onde eles estão? Isso que você pensou, nas faculdades das quais eles falaram mal.

Estou cansado de ver também, gente que no fim do terceiro ano do ensino médio fez mil planos ambiciosos e ideais, mas hoje estão trabalhando em lojinhas medianas de um comércio que é a preocupação da administração da cidade, porque não rende nada.

Os professores do Ensino Médio, ao menos até o dia em que eu estava lá, sempre disseram coisas que nem eles mesmo sabiam direito, tipo: "Nas empresas eles pedem o histórico escolar", "Do jeito que vocês fazem, não entram no mercado de trabalho nunca", "Nas empresas eles pedem redação"...blá...blá...blá.
Não sei se era segredo e não podia contar, mas a maioria deles estão há décadas em escolas, são, em sua maioria, pessoas medianas que continuam na mesma posição social até hoje, até hoje reclamam de seus salários e até hoje não fizeram nada para mudar nada. Nobres adolescentes, pelo amor de Deus, pensem nas coisas antes de falar, porque, como eu achava a maioria dos meus colegas de sala ridículos, provavelmente alguém também os achará e isso não é porque essas pessoas são ruins: é por que elas são realistas.

Do mesmo jeito que tem egresso de particular desempregado, tem de federal também. Isso depende das pessoas e não apenas das instituições de ensino.

Enfim, não quero defender a Federal ou a Particular, os professores ou os alunos, as escolas públicas ou privadas: quero defender o direito que cada um tem de pensar e principalmente de colocar seus planos em prática, senão, para que perder tempo planejando?

É isso aí senhores...

Grande abraço...

Obrigado por ler a postagem

Dia da consciência negra

Olá, fiéis leitores.
Tudo bem com vocês?

Daqui a meia hora será dia 20 de novembro, dia em que nos lembramos da Consciência Negra neste país.
É nesse dia que se traz às memória quantas vezes nós apoiamos e rimos de piadas sem graça em relação aos negros e, simplesmente, aceitamos chamá-los de "neguim" ou algum apelido similar de forma pejorativa, eu disse, de forma pejorativa;
É nesse dia, que paramos para pensar que, pela primeira vez a protagonista do tão glamuroso horário nobre da globo, é uma afro descendente;
É nesse dia, que nós apoiamos, tampando o sol da má qualidade da educação deste país com a peneira, as quotas para negros, alunos de escolas públicas, etc e tal;
É nesse dia, que damos a nossa própria cara a tapa, achando que o sofrimento de escravos negros não faz parte da História desse país e que toda essa palhaçada de que negro é inferior, já foi válido por aqui;
É nesse dia que a gente tem que começar a não aceitar a teoria de algumas autoridades policiais, dizendo que afrodescendentes são marginais em potencial, quando em muitas vezes, eles só queriam terminar de chegar em casa em paz, depois de um dia exaustivo de trabalho;

Viva à Consciência Negra, para incutir em nossas mentes e corações diariamente as verdades sobre a igualdade de todos os seres humanos, afinal de contas, todos queremos ser pagos pelos serviços que prestamos, ser perdoados pelos pecados que cometemos, colhermos da boa semente que plantamos. Todos queremos ter oportunidades iguais, como animais racionais que somos e, por fim, todos queremos ser tratados e vistos perante a sociedade como seres humanos dignos de respeito e estima.

Não deixem, principalmente, que o conceito de igualdade sobre as vossas vidas sejam desconsiderados.E saibam: a vossa existência, também é como você trata a existência do seu semelhante.

Obrigado por ler a postagem,

Atenciosamente

Ítalo Chesley

Você quer voltar

Eu sei que por onde você anda
Seus pés se sentem cansados
Teu corpo fadiga
E você se sente incomodada

Já estou exausto
Percorri vários caminhos
Me perdi
Mas meu pensamento ainda te persegue

A doçura que há em teu olhar
O vacilo dos teus passos
Sei que você quer voltar
Você não pode voltar

Vai ter que deixar a tua certeza
Abrir mão da tua promessa
Deixar de ser um exemplo
Se tornar rebelde, mas você quer votar

Eu vou te receber
Mesmo que estejas deserdada
Que não tenha um centavo no bolso
E ainda, esteja suja

Não me importa mais
Abro mão do que você passou
Ignoro seus enganos
Você pode voltar
Eu sei que você quer voltar

Estou de volta, eu acho

Olá, nobre leitor.

Estou aqui primeiramente para dizer que estou vivo, graças a Deus!
Passei esse tempo todo sem postar porque estava sem internet (desculpa de peidorreiro) e porque estou estudando muito( outra desculpa de peidorreiro).

A boa notícia é que agora sim, estou imerso em estudos que estão sendo importantíssimos e essenciais: Desenvolvimento em Delphi for Win32, na faculdade e principalmente, Desenvolvimento .NET: Asp.NET, C#, SQLServer com o Visual Studio.Net, o que tem me atraído muito e me deixado muito feliz (e ocupado) ultimamente.

Estou Desenvolvendo um projeto interessante, para uma malharia, cuja apresentação será feita dia 30 de novembro, no Projeto Interdisciplinar.
Estamos fazendo uso do Delphi RAD Studio 2007 e Banco de Dados FireBird, tem sido uma experiência interessante e que, certamente, também proverá bastantes ganhos de conhecimento.

Concebi também todo o escopo do meu primeiro livro e comecei a trabalhar nos primeiros capítulos, o que tem sido uma experiência interessantíssima. Ainda não posso adiantar muita coisa, até porque não passei do 11º capítulo, mas, a expectativa é que a história seja envolvente e com elementos que venham prender a atenção. A revisão da ortografia, será feita por Jonas Pinheiro Barbosa, meu grande amigo e mestre, Formado em Letras pela PUC São Gabriel e Pós Graduado pela UFMG, o cara é bom, e, sobretudo, merece a confiança de ler, em primeira mão a minha obra. Já tivemos nossa primeira conversa sobre o livro e os 10 primeiros capítulos (eu espero) já estão sendo corrigidos.

Enfim...

Gostaria de pedir perdão aos senhores pelo meu deslecho com o Blog: não postava desde o aniversário da morte do GRANDE Fernando Sabino.

Espero postar, o mais breve possível aqui, novidades boas.

Grande abraço!